Notícias Índice
Biblioteca Consulte a Biblioteca

A consolidação da rede de BRS do Rio de Janeiro

A gestão do transporte público tem se tornado cada vez mais relevante, sendo vital desenvolver e implementar projetos que melhorem as condições de mobilidade. Este trabalho compartilha os 4 anos de experiência do Rio de Janeiro com os corredores BRS (Bus Rapid Service), incluindo comparativos e características com sugestões para a melhoria do sistema. Autores: Aline Leite; Diego Mateus da Silva; Marcelo Mancini; Miguel Dias e Paula Leopoldino - RioÔnibus – Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro. Eduardo Tavares da Silva; Luciana Brizon; Luciana Pires; Miguel Ângelo de Paula e Milena Borges - Fetranspor – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro. (Comunicação Técnica apresentada no 20º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito da ANTP; junho de 2015).
Download
 

Tecnologias veiculares alternativas para o transporte coletivo

O estudo avaliou diversas tecnologias veiculares para ônibus e as comparou sob os aspectos econômico-financeiros e multicriteriais. Os resultados observados subsidiaram um plano conceitual de substituição da frota de ônibus da EMTU/SP nas regiões metropolitanas de São Paulo.Autores: Victor Frazão Barreto Alves; Gabriel Feriancic e Geraldo Camargo de Carvalho Júnior - Sistran Engenharia e Stanislav Feriancic - ETTL – Engenharia de Transporte, Tráfego e Logística. (Comunicação Técnica apresentada no 20º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito da ANTP; junho de 2015).
Download
 

Encontre artigos e estudos no nosso acervo

Saiba como fazer buscas na Biblioteca da ANTP e encontre artigos, publicações e estudos técnicos produzidos durante os 35 anos de vida da entidade
Ponto de Vista Ver todos
25/07/2015 08:00
Planejamento esquizofrênico - Frederico Bussinger
Pontos-Chave: 1) Como “falta planejamento” se temos tantos planos? 2) Sabemos mesmo o que precisa ser feito? 3) Metodologia: Não é nosso calcanhar de Aquiles? Não precisaríamos “reformatar nosso HD” (de planejamento)?
25/07/2015 08:10
O Prefeito, a velocidade nas marginais e os riscos da circulação da frota cabrita - Olimpio Alvares
O Tempo 30 foi idealizado para proteger as crianças e demais cidadãos em áreas residenciais e comerciais de grande circulação de pedestres que ocupam as calçadas e ruas (áreas de convivência naturais desde a antiguidade) do perigo e da poluição sonora - esta, um dos principais problemas ambientais urbanos. O Tempo 30 ficou popular na Europa e foi adotado em muitas cidades no mundo, com pequenas variações para cima no limite.
26/07/2015 12:00
Simulador de direção não é um brinquedo - Parte 2 - Roberta Torres
No dia 07 de abril de 2014 postei um texto sobre o simulador de direção que repercutiu nacionalmente e contribuiu para que eu participasse da Audiência Pública em Brasília no dia 23 de abril de 2014. Confesso que foi um momento bem estressante, pois era como uma guerra que de um lado estavam os contrários e do outro, os a favor. Porém, ter participado da Audiência Pública, me fez perceber o quanto ainda estávamos aquém do que seria ideal referente aos estudos sobre o tema. Poucos argumentos e muita euforia.
26/07/2015 13:00
Corporação do Vale do Silício vai apoiar ônibus elétrico nos EUA - Adamo Bazani
Dois veículos serão testados em Seattle por seis meses. Objetivo é aprimorar tecnologia de veículos movidos a energia armazenada em baterias Hoje, 41% dos ônibus urbanos nos EUA têm propulsão limpa. Estimativa é que nos principais mercados, frota de elétricos-híbridos alcance 59% do total de ônibus e 12% de puramente elétricos. No Brasil, mortes provocadas pela poluição causam prejuízos de US$ 1,7 Bilhão por ano, segundo estudo da USP
Clippings: Destaques da Semana Ver todos
28/07/2015 12:00
Newsletter Mobilidade e Conjuntura Nº 104 - ANTP

Mobilidade monocrômica

“Na queda de braço entre os taxistas e o Uber, eu vaio o setor público. O apaixonado debate classe média em torno dos litigantes da mobilidade urbana individual desvia a atenção de um ponto essencial. Brasil afora, a população precisa é de transporte de massa de qualidade.” (Flávia Oliveira)

A polêmica Uber versus Táxi ocupa o noticiário há semanas. De um lado perfilam os que defendem, mesmo que de forma indireta, a desregulação. Entre muitos argumentos prevalece como o mais simpático aquele que alega que “a própria existência e o sucesso de uma inovação como o Uber são um sinal de que um novo tempo está surgindo”, como defende Cyril Bouquet, professor de Estratégia do International Institute for Management Development (IMD) em artigo no jornal O Globo. Do lado oposto, os legalistas, se é assim que podemos chamá-los, acusam o Uber de se beneficiar da ausência de legislação, prestando um serviço concorrente ao dos táxis, mas sem pagar taxas nem respeitar exigências. Os dois lados carregam parte da razão.

O que torna a pendenga mais polarizada, no entanto, é o fato inconteste de hoje conviverem no país realidades distintas e ao mesmo tempo complementares. Uma delas, mais sentida em algumas capitais, reside no fato de que o serviço oferecido pelo Uber é tão mais popular quanto pior é a avaliação do serviço de táxi. Outra, sem dúvida uma forte questão de fundo, localiza-se na carência de oferta de transporte coletivo de qualidade e em quantidade. Somados, são aspectos que colorem a cena em que a divergência toma conta e ganha espaço.

Olhar a árvore sem ver a floresta parece ser a tônica quando o debate envolve mobilidade urbana. Ou melhor, envolve a redução do espaço para o automóvel, seja o espaço físico (faixas de ônibus, ciclovias, parklets), seja o temporal (redução de velocidade). Antepõe o coletivo ao individual. (Leia mais...)
Próximos eventos Ver todos
seg
03
ago

Connected Smart Cities
qua
12
ago
Comissão ITS
56 Reunião da Comissão de ITS
ter
01
set
Eventos
Seminário Nacional da NTU 2015
Boletim Eletrônico
Se você desejar receber
 o Informativo Semanal da ANTP, 
entre em contato.
e para o
Mobilidade e Conjuntura é só fazer o cadastro
Veja aqui edições anteriores do Informativo Semanal